Comunicado Oficial: Sobre verbas e custeio das modalidades beisebol e softbol

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BEISEBOL E SOFTBOL


Comunicado Oficial: Sobre verbas e custeio das modalidades beisebol e softbol


Aos interessados.

Em decorrência dos diversos questionamentos sobre o uso de verbas públicas para a participação da Seleção Brasileira de Softbol nos jogos Sulamericanos, a ser disputado em Buenos Aires no próximo mês de junho, vimos por deste esclarecer que, desde o dia 1 de janeiro de 2022, a Confederação não recebe mais verbas oriundas da Lei Agnelo Piva.

A priori, esta seleção seria contemplada com a referida verba, pois o evento havia sido agendado para acontecer em 2021. Devido a pandemia, a data do evento foi alterada para 2022 e, desta forma, não sendo mais possível a utilização das verbas oriundas da Lei Agnelo Piva.

Com relação aos dados financeiros, seguindo as orientações do Ministério da Cidadania em junção com o Tribunal de Contas da União, os referidos dados estão sob domínio público no site da entidade. Informamos também que os dados referentes ao ano de 2022 serão divulgados quão logo for recebida a validação da auditoria externa.

Gostaríamos de esclarecer que dos 3 milhões de reais, que fomos comtemplados em 2021, amplamente divulgado nas mídias sociais, devido à pandemia, utilizamos pouco mais de 1 milhão de reais e aproximadamente 2 milhões de reais foram devolvidos à União. Verbas de Governo vem carimbada e seu uso tem fins específicos, não sendo permitida realocação destes recursos, além dos prazos de uso que precisam ser obedecidos.

Durante um ano típico, dezenas de seleções de várias categorias participam de competições no exterior, tanto de beisebol quanto de softbol, e cada delegação possui entre 20 e 30 pessoas. Estamos falando de centenas de pessoas e a Confederação não recebe patrocínio e nem tem recursos para custear todas essas passagens.

Também entendemos não ser justo que um atleta tenha que desembolsar qualquer valor para representar o Brasil, mas, como dito acima, as verbas da Confederação não são suficientes para uma ampla cobertura das seleções e, com a saída do beisebol e softbol como esporte olímpico, parte importante das verbas deixaram de ser recebidas.


Atenciosamente,

Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol

Create your account

Skip to content