Regulamento – XVIII Taça Brasil de Softbol Feminino Interclubes Sub15 – 2022

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BEISEBOL E SOFTBOL


XVIII Taça Brasil de Softbol Feminino Interclubes Sub15 – 2022

Regulamento


Data: 30 de Abril e 01 de Maio de 2022
Local: Gecebs, Arujá-SP


Equipes

Atibaia, Central Glória, Cooper Clube, Gecebs, Indaiatuba, Maringá, Nikkei Curitiba, Nikkey Marília e Nippon Blue Jays.


Sistema de jogos

No sábado (30), as 9 equipes serão divididas por sorteio dirigido em três grupos (A, B e C), com três equipes cada, em que jogarão dentro dos grupos conforme a tabela. Não haverá cabeça de chave.

Para o grupo OURO classificarão os campeões e o melhor segundo colocado. Para o grupo PRATA, classificarão os outros dois segundo colocados e o melhor terceiro colocado. Para o grupo BRONZE, classificarão as equipes restantes.

No domingo (01) serão disputadas as semifinais simultâneas e finais de cada grupo.


Tabela de Jogos
Fase Classificatória

  • Jogos do Sábado (16/04/2022)


Finais

  • Jogos do Domingo (17/04/2022)

No domingo (01) os jogos das Chaves Prata e Bronze estão limitados a 80 minutos (1:20h). Na Chave Ouro o tempo de jogo será o normal (1:45h) ou 6 entradas, com exceção da final (J 13), que não se limitará por tempo, jogando até o limite da entrada, e o jogo J12 (perdedores) que terá tempo limite de 90 minutos (1:30h).


Tabela alternativa em caso de chuva

Em caso de chuva, uma nova tabela será definida pela Comissão Técnica em função do volume da chuva, do dia e da hora que chover, das condições em que os campos se encontrarem, dos jogos já realizados, etc. Quando chover, as equipes deverão ficar atentas às possíveis mudanças na tabela de jogos.


Critério Técnico

(a) Maior número de vitórias;
(b) Confronto direto;
(c) Maior TQB (Pontos conquistados/Número de entradas atacadas) – (Pontos cedidos/Número de entradas defendidas);
(d) Maior quantidade de 1ª Base conquistada por entrada atacada;
(e) Quantidade de Home Runs;
(f) Outro critério a ser definido pela Comissão Técnica do evento;

Nota: os índices anotados (pontos conquistados e cedidos) na prorrogação ou penalidade não são considerados para a classificação das equipes.

*Após a definição de uma ou mais equipes por um determinado item, retornar sempre ao item (a) para continuar a definição da classificação das equipes.


Regulamento para agilizar o andamento dos jogos

(a) o tempo do jogo terá início a partir da oficialização dos alinhamentos pelo árbitro;
(b) os treinadores devem permanecer nos seus coach’s box (exceto quando permitido ou obrigado a sair), senão os árbitros poderão contar como uma Conferência Ofensiva;
(c) a concessão de tempo de defesa/ataque pelo técnico será de 30 segundos;
(d) a batedora deverá permanecer com pelo menos um pé dentro do batter’s box, a menos que peça tempo e o árbitro achar que o pedido é razoável, inclusive para receber “sinais” dos técnicos ou para realizar “swings” de prática (exceto casos descritos no CT 2022). Caso saia totalmente no batter’s box, e atrasar o jogo, um “strike” será declarado (pg 24);
(e) as atletas deverão agilizar as trocas de ataque/defesa em 60 segundos. Deverão ter sempre uma receptora preparada com máscara (obrigatório) para o aquecimento da arremessadora que está limitado nesse período;
(f) somente a receptora poderá ir até a área da arremessadora para falar com o arremessadora e isso é permitido uma vez por entrada;
(g) não é permitida a invasão de atletas do bench dentro do campo, principalmente no home runs, até a batedora tocar o home plate;
(h) não haverá tempo de treinamento dentro dos campos entre um jogo e outro. Entregar as escalações com 10 minutos antes do início do jogo (pag.12);
(i) na primeira reclamação de ball/strike, out/safe ou fair/four, todos os integrantes da equipe ficam advertidos. Na segunda reclamação, o reclamante será expulso do jogo. Se não for possível identificar o reclamante, o técnico principal será expulso;
(j) corredora temporária: com dois “out”, corredor em base que joga no momento como “receptora” pode ser trocado por CORREDORA TEMPORÁRIA que deve ser, no momento da troca, a última batedora a ter terminado o turno de bater e não está como corredora;
(k) nota: (ver o CTSoft 22), com as devidas proteções de máscara tanto ataque/defesa, com a responsabilidade do técnico, em caso de acidente (CT Soft 2021);
(l) é PROIBIDO insultos e palavrões, bebidas alcóolicas (6.6), pelas equipes e pelos torcedores, de forma a prejudicar o andamentos das partidas.
NOTA: a Comissão Técnica e a Comissão Organizadora serão responsáveis pela fiscalização e cumprimento.
Penalidade: advertência da CBBS ao Clube infrator e na gravidade:
1 – Eliminação da competição em disputa;
2 – Suspensão sumária de doze meses;
3 – Encaminhamento do caso ao STJD para julgamento;


Considerações Gerais

(a) taxa de participação será de R$ 400,00 + 04 bolas couro R$ 180,00, totalizando R$ 580,00;
(b) 28/abril/2022 (quinta) às 20h Congresso Técnico e sorteio das chaves virtual;
(c) 30/abril/2022 (sábado), haverá abertura as 07:30h e início dos jogos após o anúncio oficial da Comissão Técnica.;
(d) 01/maio/2022 (domingo), início dos jogos às 08:00h em todos os campos. Encerramento após os jogos com todas as equipes uniformizadas;
(e) cada equipe deverá trazer 2 árbitros credenciados e reciclados em 2022, devidamente uniformizados com camisa azul clara, calça social azul marinho e boné azul marinho, meia escura, e aptos a atuarem de Home Plate. Na falta, favor entrarem em contato com ASB com antecedência (48 h) para providenciar a contratação dos mesmos – asbsoftbol@gmail.com (2.2 pg 8);
(f) conforme o CT SOFT 2022 (item 6, página 24), todas as equipes deverão apresentar anotadoras para anotar na mesa (aptos a fechamento IBAF e iScore);
(g) a equipe que sortear o menor número na chave de jogo ocupará o “bench” da primeira base. No caso de uma equipe participar de jogos consecutivos, não há necessidade da mudança da mesma;
(h) para os casos que não constam neste Regulamento, aplicar o CT SOFT 2022. Os casos não previstos, não discutidos e não combinados serão decididos pela Comissão Técnica;
(i) Comissão Disciplinar. A partir de 2017, os membros da Comissão Disciplinar são fixos e nomeados pelo STJD. Não serão mais formadas pelos representantes das equipes;
(j) após a abertura, todas as equipes deverão apresentar as carteirinhas, cartas de empréstimo e etc., ao Diretor Técnico da CBBS, para legalização das atletas no evento;

Obs: lembrando que tais eventos programados poderão sofrer alterações, condições protocolares da saúde e sanitárias local, impedirem a realizações dos eventos com segurança.
Por medida de segurança e evitar aglomerações, fica limitado por Delegação de 30 participantes (para alojamento). Com a abertura gradual das medidas protocolares da Saúde, fica em aberto o n° de público torcedor, na condição de uso de toda segurança protocolares de Saúde e Sanitárias


Comissão Técnica

– Diretor Softbol (CBBS): Michel Uehara
– Chefe dos Árbitros (ASB): Carlos Oba
– Responsável Técnico do Evento (Sede): Jorge Ono
– Representante das equipes:
– Representante das equipes:

– Coordenador Arbitragen: Mário Yoshida
– Coordenador Estatísticas: Jorge Kozano
– Supervisão ASB: Jaime Barbosa, Armando Kunitake, Fernando Silva, Carlos Oba, Michel Uehara, Jorge Afuso
– Diretor Técnico Softbol (CBBS): Nelso Yajima


Contatos

CBBS: (11) 5034-9904, (11) 5034-2512, secretaria@cbbs.com.br ou d.tecnico@cbbs.com.br;
ASB: (11) 99985-3060, asbsoftbol@uol.com.br;
Anotação: Jorge Kozano (41) 99949-1495, jorge.kozano@yahoo.com;
Organização: Jorge Ono (11) 97473-0227;
Alojamento: Humberto Higashi (11) 96926-9432, humbertohigashi@gmail.com1836; silveira.nica@gmail.com;

Create your account

Skip to content